O inexplicável português...
 
InícioFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Livro de São Cipriano

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
nyela
Começou a Iluminar-se
avatar

Número de Mensagens : 36
Data de inscrição : 08/09/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qui Out 08, 2009 2:04 pm

E' impressao minha ou tao a gozar com algo serio? scratch
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tenente19
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 12/10/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qua Out 14, 2009 10:25 am

adm vai ver as Msg!!! bgd!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
sOfiAziTa'h
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/10/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qua Out 28, 2009 7:03 pm

[b] Very Happy ola a todos .. meu nOme e sOfia .. pOssO nunca ter lidO O livrO mas ja vi pessOalmente alguem a ser pOssuidO .. naO e bOm pOssO garantir mas pOr OutrO ladO me deu muita vOntade de O ler ... estO muitO curiOsa em ler O famOsO livrO "sao cipriano capa preta" ja me acOncelharam a naO lhe tOcar mas mesmO assim eu sOu uma pessOa qe adOra esse tipO de cOisas .. naO perguntem pq mas simplesmente adOrO .. cativa me tudO O qe tem a ver cOm espiritOs e assOmbracOes .. pelO qe sei esse livrO tem feiticOs e assim mas a mim apenas me surge a curiOsidade de saber a verdadeira histOria de "sao cipriano" .. a seriO!! sO tenhO pena de ate hje nunca ter cOnseguidO pegar nesse livrO .. mas sei qe hei de achar ..

muita gente me pOde dizer qe sOu maluca pOr qerer pegar e ler esse livrO mas gOstava de passar pela pele tudO aquilO qe me dizem ser hOrrivel e assustadOr ..

sOu de aveirO e se alguem sOber cOmO pOssO encOntra-lO pf me digam .. bj Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nyela
Começou a Iluminar-se
avatar

Número de Mensagens : 36
Data de inscrição : 08/09/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qui Out 29, 2009 2:19 pm

Ola Sofia ='D
Pelos vistos partilhamos a mesma '''panca''' eu tbm gostava de ler o livro
=D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
sOfiAziTa'h
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/10/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qui Out 29, 2009 5:40 pm

oi a serio ? entao parece qe temos Os mesmOs gOstOs .. lool

eu sOu uma daquelas qe naO tem medO nenhum dissO muitO pelO cOntrariO..
se ha cOisa qe eu adOrO e me fascina e issO ..

e ainda heide cOnseguir ler custe O qe custar heide encOntrar esse livro ..

sabem Onde O encOntrar? sendO eu da zona de aveirO gOstava de o cOnseguir axar mas sei qe mais cedO Ou mais tarde axO O livro ..

bj Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nyela
Começou a Iluminar-se
avatar

Número de Mensagens : 36
Data de inscrição : 08/09/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Sab Out 31, 2009 2:10 am

Bem uma vez a minha tia encontrou um... mas nao sei o que fez ao livro.. eu ainda tentei o ler so que a minha mae nao me deixou... mas assim que eu souber onde encontrar um livro prometo que te digo =D
Bjinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
sOfiAziTa'h
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/10/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Sab Out 31, 2009 12:43 pm

muito obrigado ! a minha vonntade e mesmo encontrar !

muita gente diz qe so doida e me pergunta como e qe eu nao tenho medo !

eu repondo sempre qe adoro esse tipo de coisas e qe adorava ver uma assombracao e axo qe nem tinha medo hehe ..

mas isso so saberei quando vir Laughing Laughing Laughing

beijinhos e espero uma resposta bgada novamente
kiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nyela
Começou a Iluminar-se
avatar

Número de Mensagens : 36
Data de inscrição : 08/09/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Dom Nov 01, 2009 10:55 am

oi ='D andei a fazer umas pesquisas e encontrei um site onde podes sacar o livro de sao cipriano.
Nao e' a mesma coisa que ter o livro nas maos mas sempre da' para ler.

deixo te ficar aqui o link http://www.easy-share.com/1904536899
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
sOfiAziTa'h
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/10/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Seg Nov 09, 2009 6:22 pm

oi .. bgda pela ajuda .. e sempre qe puder ajudar e algo fala ...
kiss Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nyela
Começou a Iluminar-se
avatar

Número de Mensagens : 36
Data de inscrição : 08/09/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Ter Nov 10, 2009 1:51 pm

de nda ='D
Tou sempre 'as ordens bjinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
monteiro
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 2
Data de inscrição : 23/11/2009

MensagemAssunto: Oi pessoal   Seg Nov 23, 2009 11:24 am

Já há muito que não ouvia falar deste livro, por coisas que devem cair em esquecimento!
Pena tenho daqueles que gozam com o que não conhecem, pois o gozo não é por vezes mais do que um refúgio do medo que têm!!!!!
Em relação ao livro, sei que o ouve à venda em Penhiche (que é de onde sou) e poderei verificar isso caso queiram (enviem mail para ruitenente@hotmail.com) e também sei que o há em Lisboa numa livraria (meio alternativa) no Bairro, só não sei é se esta ainda se encontra aberta, mas também o poderei verificar!
Já tive um nas minhas mãos, só que na altura devido à idade que tinha, não me deixaram lê-lo.
Presenciei algumas coisas e recordo de ter um sotão de um amigo meu em que nunca mais lá entrámos e que penso que até hoje lá estará um "copo inquebrável".
Tenha sido fruto da nossa imaginação ou não, por na altura sermos apenas umas crianças, quem não sente por vezes que não está sozinho, quando não existe mais nehuma pessoa num raio próximo?
Fikem bem e tenham um bocado mais de respeito por aquilo que não conhecem e que se calhar é melhor nunca conhecerem.
lol! PEACE geek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nyela
Começou a Iluminar-se
avatar

Número de Mensagens : 36
Data de inscrição : 08/09/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Seg Nov 23, 2009 2:35 pm

Concordo com tudo o que dissest!
=') 'a que respeitar tudo o que nao conhecemos.
E sim acho que todos no's pelo menos uma vez na vida ja sentiu ou sente que nao esta' sozinho. Isso acontece me com frequencia...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
rastabu
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Seg Dez 14, 2009 7:08 pm

entao tenho um grande amigo aqui em são paulo que lêu e realmente houve com ele situações estranhas , o mesmo no ato da leitura se sentiu deprimido e inferior, e começou se auto multilar os braços e os pulsos , e o interessante e que ele n sangrava o mesmo fazia força para o sangue jorrar e nada , creio que Deus teve misericordia da alma dele no momento deste ato , o livro continua lá com outro amigo nosso que emprestou, após esse fato fiquei curioso , esse o motivo do meu cadastro aqui no forum , adorei as materias , quem tiver mais info por favor ,..,,,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
anne
Acabou de Acordar
avatar

Número de Mensagens : 4
Idade : 27
Data de inscrição : 28/12/2009

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Seg Dez 28, 2009 5:48 pm

Bem, eu já li o livro e como houve alguém que disse e muito bem, não acontece nada de mal, a não ser que faças algum feitiço que não seja muito aconselhável. Na minha opinião, é um bom livro para quem se interessa por estas coisas. É bem interessante.
Só queria dizer mais uma coisinha; se alguém executou algum feitiço descrito no livro de São Cipriano e não deu resultado, é porque no fundo a pessoa não acreditou que realmente acontece dá resultado, ou porque deu ou emprestou o livro a outra pessoa. O livro de x pessoa, deverá sempre pertencer à mesma, caso contrário nada acontecerá.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The undeadkiller
Está curioso


Número de Mensagens : 5
Idade : 29
Localisation : aveiroo
Data de inscrição : 28/03/2010

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Dom Mar 28, 2010 6:57 am

bem... ler o livro q não é nosso é a pior coisa que se pode fazer e isso ta descrito no prefacio do livro....tenho um amigo meu q leu um livro q era roubado e emprestaram-lhe e foi a pior coisa que fez... começou a ouvir coisas, as portas fechavam-se assim do nada(n n eram correntes de ar) (estavam janelas todas fechadas...) teve de qeimar o livro... e mesmo asssim ainda teve de recorrer a outros metodos pois n paravam...sim o Original S.Cipriano é escrito em sangue e em pele de cabra...exitem muitas versoes.... o Capa azul, Capa preta, O capa de aço... todos diferentes e nenhum completo...nunca o li mas qero ver se o leio... espero fazer um estudo sobre o que esta nos livros... pois axo esta materia muito interesante... desde ja este topico ta 5 *Smile ah em qestao de fazer pactos com o diabo por o ler... é mentira... so o fazem se o qizerem... e com rezas... e n só precisam de outras coisas para o fazer...por isso n tem mal nenhum em o ler....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
negra
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/04/2010

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Sex Abr 02, 2010 6:22 am

antes de mais boa tarde a todos os participantes.. tenho lido com muita atenção todos os posts relacionados com este livro.. a verdade é que, o desespero levou-me a fazer todo o tipo de coisas para ter de volta o homem que amo.. fiz uma amarração, que parecia ter dado resultado, mas isso só aconteceu passado um mes e durou apenas dois dias, passado esse periodo, ele deu me um "pontape no cu" de novo e agora ainda fiquei pior.. isto tudo porque há outra no meio, e pelos vistos ela tambem se "mexeu" como eu e fez coisas do mesmo genero... neste momento estou a fazer algo ás 22h durante 9 dias para eles se afastarem, mas a verdade é que a minha crença por estas coisas já está a ficar fraca... então lembrei-me que no livro de são cipriano pudesse haver algum feitiço para afastar essa mulher (que por acaso até descobri que tem outro tambem) do meu homem, e fazer com que o meu homem fique comigo, amando me como antes.. será que alguém me pode ajudar? se sim por favor enviem e-mail para nexy.olas@gmail.com ficarei muito agradecida.. já tentei o suicidio (k infelizmente nao deu resultado) por causa disto tudo, espero mesmo que alguem me ajude..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Que foi aquilo?
Admin
avatar

Número de Mensagens : 230
Data de inscrição : 04/07/2007

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qui Abr 08, 2010 7:59 am

Negra, o suicídio não é solução para nada. O melhor que poderias fazer é fazer o teu homem ver que a outra mulher não é um "bom partido". Arranja provas que ela é infiel, por exemplo.

_________________
Queres ganhar dinheiro na net? Vê aqui como: http://portugalparanormal.logu2.com/outros-assuntos-f3/ganhar-dinheiro-na-net-t91.htm
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://portugalparanormal.logu2.com
A Vila
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 23/05/2010

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Dom Maio 23, 2010 2:43 pm

Pessooal sei ke este post e antigo mas presiso de dizer certas coisas.
Para kem nao sabe s.cipriano e uma terra portuguesa ke se situa perto de resende....o meu pai naseu la e contoume muitos tipos de historias mas uma coisa ke eu nao consigo perceber e ke voces estao a falar de 3 livros mas so existe um o capa preta e e escrito em sangue e esse e ke e o verdadeiro e so existe uma so ah uma familia ke o tem e pode ler de tantos em tantos anos......Mas o ke eu keria dixer e ke eu sou uma da geraçao dessa familia e ke o pode ler mas ele esta perdido em s.cipriano a tal terra do meu pai e se voces kerem saber se sao escolhidos inde visitar essa terra mal olhem para a igreja se virem ke se sentem mal convosco proprios ker dixer ke sao uns dos escolhidos e nao e so a mim ke me acontece a miha meia irma e meio irmao tb acontece.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JanotaKing
Começou a Iluminar-se
avatar

Número de Mensagens : 31
Idade : 272
Localisation : Belleveu
Data de inscrição : 21/06/2010

MensagemAssunto: yo   Seg Jun 21, 2010 4:11 pm

Isto histórias há muitas, e toda a gente sabe que regar da sempre algum gozo, senão as coisas não metiam piada nenhuma, é claro que o que dizem é tudo treta.

Keep it Real! Be safe! sunny
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ghost_rider
Acabou de Acordar
avatar

Número de Mensagens : 2
Idade : 31
Data de inscrição : 22/08/2010

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Dom Ago 22, 2010 10:13 am

Olá a todos,aproveitei este tópico que é de grande interess meu,e vou-vos contar o que me aconteceu já a alguns anos...
Eu desde novo sempre acreditei em bruxaria,magia etc,sempre foi das coisas que mais me cativou;mas nao fujindo ao topico,num jantar de familia começaram a falar do tao conhecido Livro de S.Cipriano e dos problemas que podiam advir das pessoas que o lessem...
Eu fiquei empolgado e começei a procurar o livro por varios sitios honde poderia estar a venda,até que um fim de semana houve uma feira na zona do Alentejo em que estava lá um homenzinho ja de idade com uma caravana e com uma mesa grande cheia de livros,e despertou-me logo a atençao um pequeno livrinho vermelho (Oraçoes de S.Cipriano ) que estava junto dos borda de agua e outros livros de oraçoes.
Entretanto peguei nesse pequeno livrinho e começei a folhear,sem que eu disse-se nada ao senhor vendedor,ele olhou para mim e foi dentro da caravana buscar o Livro de S.Cipriano capa preta,logo aí fiquei passado vi algumas paginas do mesmo,entretanto um dos familiares que estava comigo começou a dizer-me para me deixar de maluquices e que nao comprasse o livro...
E nao o comprei,e o que é certo é que parece que tinha algo na minha cabeça a dizer-me para voltar para tras e ir comprar o livro,enquanto que estivemos na dita feira a ideia nao me saia da cabeça,á noite já em casa e a minha cabeça so a pensar no mesmo...
Passado algum tempo comprei o Livro S.Cipriano capa preta e o capa de aço,sem que ninguem soubesse para nao me criticar...
Entretanto começei a lê-lo,apenas li algumas páginas e o que é certo, e como ja alguns Users tinham mencionado,senti-me um pouco estranho e parecia que o corpo só me puxava para fazer o incorrecto...
Deixei de o ler,e guardei-os,mas de vez enquando dá-me aquela tentaçao de ir folhear mais umas páginas...
Foi isto que aconteceu comigo,o conselho que tenho para dar é que é preciso ter muito cuidado com este livro,pois ele explica varios tipos de coisas ao qual nao devemos brincar sem saber o que se está a fazer...
Acredito que varie de pessoa para pessoa.
study
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
rita93
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 16/06/2011

MensagemAssunto: Livro de São Cipriano   Qui Jun 16, 2011 5:48 am

Boas. Já li, aqui algumas histórias mas nenhuma delas pareçe ter ser sido tão assustadora quanto a minha. Porque para além do livro de São Cipriano não ser nenhum desses que anda aí à venda, era de capa preta feita de pele de cabra sem nada escrito, e foi dado por um amigo que tinha acabado de conheçer, aquele livro pertencia a uma família de "bruxos" amigos dele. Como eramos todos uns miudos com 14anos começamos a ler e a gozar com o livro, e não aconteceu nada, só pequenas coisas que nos ignoramos. Mas passado uma semana, eu e uma amiga entramos em casa dela, fechamos a porta, e eu começei a ler uma parte do livro, mas não era nada de mal, acho que era para o mau olhado, mal acabei de ler a porta bateu com toda a força, a porta que tava fechada. Nos com o medo devolvemos o livro, resumindo o livro teve em casa durante 5minutos no máximo. Essa noite foi uma das piores e mais assustadoras, a minha amiga ficou doente com 40º de febre, os pais delas estavam a dormir profundamente. Durante a noite a nossa cama saltou, moveis a arrastar, um barulho metalico na parede a arrastar e principalmente e mais assustador um forte e quente respirar sobre nos com um forte cheiro a enxofre. Passei a noite toda sem conseguir reagir...a minha amiga não acreditava em nada dessas coisas, a partir desse dia acredita. Nessa noite entregamos o livro a outro amigo, que diz que nessa noite guardou o livro na mala dele debaixo da roupa toda para a avo não ver, durante a noite sem correntes de ar uma boneca de porcelana em cima de uma cadeira começou a abanar, e de manhã quando acordou a roupa tava toda espalhada e a unica coisa que tava na mala era o Livro. Mais tarde acabamos por dar uma amiga que ficou com aquilo e nunca lhe aconteceu nada. Sorte a dela....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
alias
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/07/2011

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Sab Jul 02, 2011 10:28 pm

Boa noite a todos, este é o meu primeiro post. vim aqui parar por coincidencia (ou não) quando pesquisava sobre o livro em epígrafe. Deixei de vê-lo em livrarias então decidi pesquisar na net a ver se encontrava alguma coisa e após ter lido todos os post anteriores resolví que deveria deixar a minha experiência sobre o que viví com este lívro.

Tudo o que irei relatar foi vivido na região de lisboa, não foi numa "aldeia" apesar das minhas raízes familiares nortenhas. Devia ter os meus 13 anos quando me comecei a dar com uma vizinha com quem tinha estudado no 1º ciclo.
No meu circulo de amizades da altura, esta rapariga não era muito apreciada porque se contavam histórias macabras sobre bruxaria por membros da família dela. No entanto olhos jovens não teem preconceito e passei a lidar mais com ela. Era uma moça isolada, que raramente saia de casa e ficou muito feliz por ter "novos" amigos, como qualquer criança.
Com o passar do tempo, aumentou a confiança e (relutantemente por parte da minha família) os "intercâmbios residenciais". Os familiares dela eram descendentes de um industrial lisboeta muito abonado, que fora dono de uma das maiores fábricas da cidade (que actualmente está vazia, como tantas outras) e contava a minha bisavó que este tinha feito um pacto com o Diabo.
Certa noite (que hoje sei ser a noite do diabo, uma noite antes da noite das bruxas) ela convidou-me para casa dela. A família era dona do ultimo piso inteiro de um prédio, tal como das águas furtadas (onde o tio avô, que era cientista, tinha um pequeno laboratório).
Acabámos por subir das águas furtadas até ao telhado do prédio (eu devia ter os meus 15 anos na altura) e lembro-me nitidamente que estava a adorar aquela sensação, pois nessa noite trovejava em seco. No meio da conversa ela disse-me que ia passar o verão fora e que só nos voltariamos a ver depois do verão e disse-me que tinha uma coisa para mim, que se eu acreditasse muito fazia com que nós nos pudessemos ver nos sonhos. Quiçá tivesse uma paixoneta por ela ou talvez tenha acontecido porque na minha altura as crianças não andavam com televmóveis(lol) acabei por aceitar, o que sei hoje ser uma cópia muito antiga do livro de são cipriano capa negra, manuscrito sendo a primeira página no fim do livro, sem data e de capa metálica preta muito enferrujada com uma estrela de cinco pontas virada para baixo. É algo que não se esquesse.
Ela indicou-me que no livro tinha um texto que se eu lesse ate adormecer, me levaria até ela. Acabei por esconder o livro debaixo da cama onde dormia e por eventualmente fazer o que ela me disse. Como não resultou, obviamente senti curiosidade em ler mais alguma coisa do livro e acabei por abrir uma página ao calhas e lê-lo acompanhado por um amigo, que acabou magoado uns dias depois num acidente que lhe esmagou uma perna. Fiquei extremamente perturbado com o assunto, sentindo que tinha sido culpa minha. Nesse mesmo verão perdi a minha bisavó e talvez por medo acabei por falar com o meu bisavõ sobre o assunto, que o levou muito a sério. Mas com receio de não devolver o que me tinha sido emprestado, acabei por dizer que só tinha lido um pouco do livro e que o tinha logo devolvido. Quando a minha amiga voltou das férias não me procurou mais e nunca mais (até hoje) me falou no livro. Passadas umas semanas uns familiares, talvez por notar alterações no meu comportamento, foram falar com a família dela e desde então não nos voltámos a dar.
Quanto ao livro e no que me toca é aqui que começa tudo, ficou guardado uma data de tempo e de vez em quando dava-me vontade de ler, mas nunca o fiz até uns anos depois.
Devia ter os meus 18 anos quando certa noite o lí sem parar de uma ponta á outra. Sentí umas náuseas e fui-me deitar, não tendo tido qualquer problema até cerca de uma semana depois, quando certa noite acordei sem me conseguir mexer (coisa que foi diagnosticada numa ida posterior ao médico como terrores nocturnos ou ataque de pânico). isto durou cerca de uma semana e passou.
Sempre fui de tradição religiosa católica romana e segui todo o percurso crtistão, o mais linear possível.
Estava a cerca de uma semana do crisma e fui-me confessar, sem grande resultado pois limitei-me a rezar umas avé marias e uns quantos pais nossos e não senti que tivesse voltado ao que era antes.

Comecei a sentir necessidade de digamos assim "fazer coisas más".
Fui crismado e quando perguntaram se seguiria o caminho de jesus, mexi os lábios a dizer que sim (só que dizia não não não a gritar dentro da minha cabeça), fiz uma figa com a direita e cornos com a esquerda com as mãos atrás das costas, não engoli a hostia - ausentei-me para cuspi-la e ao beijar o anel ao bispo lambi-o. ninguém deu por nada pois foi um crisma de grupo e guardei tudo isto para mim.
A realidade é que a partir desse dia, alias a partir do momento que saí da igreja já não era o mesmo. Na cerimónia de recepção aos convidados do crisma, envolvi-me com uma prima minha ás escondidas, comecei a ouvir musica que idolatrava o demónio a escrever frases de ódio sempre que podia.

Os anos passaram e ao longo de cerca de 2 anos, viví o periodo mais conturbado da minha existência. O meu grupo de amigos tinha a mania de passear á noite na serra de sintra e por lá experiencie coisas muito bizarras.
Acabámos por encontrar um palacete desabitado em sintra onde nos começámos a juntar todos os fins de semana para mandar abaixo umas garrafitas de vinho e chamar mochos. Sempre que os chamámos eles vieram.
Nesta ode de exploração urbana acabei por encontrar nesse palacete uma biblioteca com livros muito antigos que acabei por levar comigo. Não vou dizer que livros são, somente que são sobre demónios.
Acabei por descobrir que neste palacete um pai depois de ver a mulher morrer de doença, acabou por matar todos os seus sete filhos, emparedando-os e degolando-se depois.
Numa das vezes que iamos a caminho do palacete, acabei por ver o que é tradicionalmente conhecido como são da morte, que passou e deixou todos a chorar, não me tendo provocado reacção. Pelo que me contam, fitei-o nos olhos e quando se foi embora desmaiei.
Quem tem cú tem medo...ja dizia o ditado e passaram-se uns tempos antes que voltássemos ao palacete.
Quando finalmente ganhámos coragem e acabámos por voltar, nunca mais a encontrámos. Nem caminho, Só destroços, quiçá tenha sido demolida.

Lí os livros todos. vezes e vezes sem conta e o meu raciocínio sobre o assunto acabou por mudar.
Acabei por ver as coisas de uma forma mais clara.

Nesse ano o meu bisavô faleceu e acabei por saber umas coisas no mínimo perturbadoras sobre ele.
Ele tinha aquilo que é conhecido como "caixa aberta", ou seja era espirita e tinha-lo sido a vida inteira. Foi um homem que dobrou um século de existência e que era muito reservado no que tocava a certas coisas.
Acabei por ouvir relatos que preferia desconhecer depois da morte dele.
Consta-se que em criança, na eminência de uma morte viu o que ele dizia ser um "lobo preto de olhos de fogo" e gritou por um anjo, contava o pai dele á minha avó que tinha presenciado tudo e que nesse momento viu um cavalo branco, que ao andar na rua não fazia barulho com os cascos e que ao passar por ele, quem o montava parou e olhou na direcção, dizendo qualquer coisa que o pai dele (meu tris-avô, portanto) diz nunca ter compreendido o que era.
conta a minha mãe que ele "carregou" o espírito do pai durante 40 anos, por nunca lhe ter revelado o que ouvira.
Conta o marido da minha tia-avó (um holandês muito frio e inexpressivo) que ao fim de exactamente 1 mês de o conhecer como genro, durante uma refeição parou e dirigiu-se a ele falando num tom pausado e discursando num holandês correctissimo, se apresentou como sendo mãe dele, avisando-o acerca da morte do pai. Coisa que eventualmente acabou por acontecer, sendo que o mais estranho foi ter acontecido no dia e da forma por ele (ela) indicado.
Todas estas coisas e muitas outras que não irei aqui dizer, só me foram ditas depois da morte dele e muitas delas nunca me foram explicitamente confessas.
Com medo que fosse alguma maldição rogada aos homens da minha família, acabei sobre outros pretextos pedir para herdar muitos dos livros dele, sendo que curiosamente descobri que era essa a vontade dele expressa em testamento.
Testou-me também a posse de um livro traduzido para o português chamado o evangelho de jesus cristo e um manuscrito em latim chamado o evangelho do diabo, não é este o nome mas também não quero aprofundar muito sobre o assunto, pois para quem sabe da existência das obras saberá do que falo.
A condição para a posse do livro é não queimá-lo e fala no testamento que não deverei também queimar o livro de são cipriano.

O macábro é que o testamento dele foi feito em 1965 e foi fechado sem ter sido alguma vez alterado, portanto seria impossivel que ele tivesse conhecimento na altura, que eu iria ter aquele manuscrito do livro (sim porque identifica bem em termos visuais, ao ponto de dizer o número de páginas e reproduzir um desenho da capa de trás)

Se calhar fiz mal. mas acabei por deitar o livro para o lixo.
Não o queimei, porque nem sequer pensei nisso.
E actualmente, que já passaram alguns anos sobre te-lo deitado fora, tenho suspeitas que na realidade aquele livro sempre tenha pertencido á minha família e que em certa altura terá sido emprestado á família dessa minha vizinha e por motivos que desconheço, tenha arranjado maneira de voltar ás nossas mãos.
Já dizia o ditado, que me dera voltar a ser criança e a saber o que sei hoje.
Desde essa altura que não tenho sonhos e que sou mais noctívago e sempre que sonho com algúem rápidamente acaba por morrer.

Se soubesse o que sei nunca teria lido o livro, pelo menos sem ter estudado o suficientemente para saber o que sei hoje e poder ler e respeitar.
Sinto que profanei, porque com o meu amigo, quando o lemos ele brincou e gozou com o que lá estáva escrito. E eu ri-me.
Nunca devia tê-lo aceite, nunca devia ter-me rido, nunca devia ter-me livrado dele.
No entanto, o mais estranho é que esse periodo mais conturbado acabou, quando certa noite á porta de uma igreja que não vou dizer o nome, ao passar ao pé me vomitei todo e ao afastar-me rezei por todos os que tinham mexido com o lívro. Pelos que praticaram o bem e pelos que praticaram o mal com ele, rezei até não conseguir mais e ser de dia.

Penso ter-me redimido e ter feito as minhas pazes com o universo.
Se formos crentes Ele virá ao nosso encontro. Pois foi Deus quem criou o bem e o mal e se acreditarmos em Deus teremos a salvação eterna.

Não voltei a ter sonhos.
Não voltei a ver demónios.
Não voltei a prever mortes.

Simplesmente porque aceitei, me redimi e respeitei.

Acreditem no que quiserem. gozem. larguem umas risadas com o que escrevi aqui.
Somente digo, muito respeito e muito cuidado com o que não se compreende.
porque elas as há.
Todos os outros livros estão comigo e sinto um pesar enorme e uma culpa terrivel por me ter desfeito do livro de são cipriano.

Cumprimentos a todos e peço desculpa por me ter alongado (é um dos efeitos de me ter deixado de confessar)

muahahahaha

Twisted Evil ALIAS Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Monteirotec
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 3
Data de inscrição : 04/08/2011

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qui Ago 04, 2011 9:10 am

Pessoal li aí umas partes do livro que um user aqui publicou e sinceramente achei aquilo uma seca.

O que mais me fascinou foi a do vidro encantado e de nos tornar-mos invisíveis.

Mas já viram o que era eu ter que ir a um cemitério desenterrar um morto para lhe raspar um bocado do osso da caveira dele?

E o outro, matar um gato preto e enterra-lo no quintal com favas espetada. Andar a rega-lo todos os dias às 0 horas e que possivelmente nos pudesse aparecer fantasmas a tentar evitar que concluíssemos o processo de quando íamos regar.

que ganda bullshit.

Vamos falar de coisas sérias. Eu realmente sou um completo coladão sobre tudo o que seja para lá do normal, mas isto? Por favor... -.-
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nunopoeiras
Acabou de Acordar


Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 29/09/2011

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Qui Set 29, 2011 1:08 pm

Livro São Cipriano

Eu já estive com o livro, logo no inicio do livro diz que não se deve ler o livro de seguida
Já foi há muito tempo mas lembro-me de haver umas partes escritas em azul e outras a vermwlho.
Lembro-me de uma parte em que fala fazer numa reza e andar no sentido contrario numa igreja e dizer para nao se olhar para tras
Nunca fiz nada porque respeito muito este livro e não o li todo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Que foi aquilo?
Admin
avatar

Número de Mensagens : 230
Data de inscrição : 04/07/2007

MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   Dom Fev 26, 2012 7:06 pm

alias escreveu:
Boa noite a todos, este é o meu primeiro post. vim aqui parar por coincidencia (ou não) quando pesquisava sobre o livro em epígrafe. Deixei de vê-lo em livrarias então decidi pesquisar na net a ver se encontrava alguma coisa e após ter lido todos os post anteriores resolví que deveria deixar a minha experiência sobre o que viví com este lívro.

Tudo o que irei relatar foi vivido na região de lisboa, não foi numa "aldeia" apesar das minhas raízes familiares nortenhas. Devia ter os meus 13 anos quando me comecei a dar com uma vizinha com quem tinha estudado no 1º ciclo.
No meu circulo de amizades da altura, esta rapariga não era muito apreciada porque se contavam histórias macabras sobre bruxaria por membros da família dela. No entanto olhos jovens não teem preconceito e passei a lidar mais com ela. Era uma moça isolada, que raramente saia de casa e ficou muito feliz por ter "novos" amigos, como qualquer criança.
Com o passar do tempo, aumentou a confiança e (relutantemente por parte da minha família) os "intercâmbios residenciais". Os familiares dela eram descendentes de um industrial lisboeta muito abonado, que fora dono de uma das maiores fábricas da cidade (que actualmente está vazia, como tantas outras) e contava a minha bisavó que este tinha feito um pacto com o Diabo.
Certa noite (que hoje sei ser a noite do diabo, uma noite antes da noite das bruxas) ela convidou-me para casa dela. A família era dona do ultimo piso inteiro de um prédio, tal como das águas furtadas (onde o tio avô, que era cientista, tinha um pequeno laboratório).
Acabámos por subir das águas furtadas até ao telhado do prédio (eu devia ter os meus 15 anos na altura) e lembro-me nitidamente que estava a adorar aquela sensação, pois nessa noite trovejava em seco. No meio da conversa ela disse-me que ia passar o verão fora e que só nos voltariamos a ver depois do verão e disse-me que tinha uma coisa para mim, que se eu acreditasse muito fazia com que nós nos pudessemos ver nos sonhos. Quiçá tivesse uma paixoneta por ela ou talvez tenha acontecido porque na minha altura as crianças não andavam com televmóveis(lol) acabei por aceitar, o que sei hoje ser uma cópia muito antiga do livro de são cipriano capa negra, manuscrito sendo a primeira página no fim do livro, sem data e de capa metálica preta muito enferrujada com uma estrela de cinco pontas virada para baixo. É algo que não se esquesse.
Ela indicou-me que no livro tinha um texto que se eu lesse ate adormecer, me levaria até ela. Acabei por esconder o livro debaixo da cama onde dormia e por eventualmente fazer o que ela me disse. Como não resultou, obviamente senti curiosidade em ler mais alguma coisa do livro e acabei por abrir uma página ao calhas e lê-lo acompanhado por um amigo, que acabou magoado uns dias depois num acidente que lhe esmagou uma perna. Fiquei extremamente perturbado com o assunto, sentindo que tinha sido culpa minha. Nesse mesmo verão perdi a minha bisavó e talvez por medo acabei por falar com o meu bisavõ sobre o assunto, que o levou muito a sério. Mas com receio de não devolver o que me tinha sido emprestado, acabei por dizer que só tinha lido um pouco do livro e que o tinha logo devolvido. Quando a minha amiga voltou das férias não me procurou mais e nunca mais (até hoje) me falou no livro. Passadas umas semanas uns familiares, talvez por notar alterações no meu comportamento, foram falar com a família dela e desde então não nos voltámos a dar.
Quanto ao livro e no que me toca é aqui que começa tudo, ficou guardado uma data de tempo e de vez em quando dava-me vontade de ler, mas nunca o fiz até uns anos depois.
Devia ter os meus 18 anos quando certa noite o lí sem parar de uma ponta á outra. Sentí umas náuseas e fui-me deitar, não tendo tido qualquer problema até cerca de uma semana depois, quando certa noite acordei sem me conseguir mexer (coisa que foi diagnosticada numa ida posterior ao médico como terrores nocturnos ou ataque de pânico). isto durou cerca de uma semana e passou.
Sempre fui de tradição religiosa católica romana e segui todo o percurso crtistão, o mais linear possível.
Estava a cerca de uma semana do crisma e fui-me confessar, sem grande resultado pois limitei-me a rezar umas avé marias e uns quantos pais nossos e não senti que tivesse voltado ao que era antes.

Comecei a sentir necessidade de digamos assim "fazer coisas más".
Fui crismado e quando perguntaram se seguiria o caminho de jesus, mexi os lábios a dizer que sim (só que dizia não não não a gritar dentro da minha cabeça), fiz uma figa com a direita e cornos com a esquerda com as mãos atrás das costas, não engoli a hostia - ausentei-me para cuspi-la e ao beijar o anel ao bispo lambi-o. ninguém deu por nada pois foi um crisma de grupo e guardei tudo isto para mim.
A realidade é que a partir desse dia, alias a partir do momento que saí da igreja já não era o mesmo. Na cerimónia de recepção aos convidados do crisma, envolvi-me com uma prima minha ás escondidas, comecei a ouvir musica que idolatrava o demónio a escrever frases de ódio sempre que podia.

Os anos passaram e ao longo de cerca de 2 anos, viví o periodo mais conturbado da minha existência. O meu grupo de amigos tinha a mania de passear á noite na serra de sintra e por lá experiencie coisas muito bizarras.
Acabámos por encontrar um palacete desabitado em sintra onde nos começámos a juntar todos os fins de semana para mandar abaixo umas garrafitas de vinho e chamar mochos. Sempre que os chamámos eles vieram.
Nesta ode de exploração urbana acabei por encontrar nesse palacete uma biblioteca com livros muito antigos que acabei por levar comigo. Não vou dizer que livros são, somente que são sobre demónios.
Acabei por descobrir que neste palacete um pai depois de ver a mulher morrer de doença, acabou por matar todos os seus sete filhos, emparedando-os e degolando-se depois.
Numa das vezes que iamos a caminho do palacete, acabei por ver o que é tradicionalmente conhecido como são da morte, que passou e deixou todos a chorar, não me tendo provocado reacção. Pelo que me contam, fitei-o nos olhos e quando se foi embora desmaiei.
Quem tem cú tem medo...ja dizia o ditado e passaram-se uns tempos antes que voltássemos ao palacete.
Quando finalmente ganhámos coragem e acabámos por voltar, nunca mais a encontrámos. Nem caminho, Só destroços, quiçá tenha sido demolida.

Lí os livros todos. vezes e vezes sem conta e o meu raciocínio sobre o assunto acabou por mudar.
Acabei por ver as coisas de uma forma mais clara.

Nesse ano o meu bisavô faleceu e acabei por saber umas coisas no mínimo perturbadoras sobre ele.
Ele tinha aquilo que é conhecido como "caixa aberta", ou seja era espirita e tinha-lo sido a vida inteira. Foi um homem que dobrou um século de existência e que era muito reservado no que tocava a certas coisas.
Acabei por ouvir relatos que preferia desconhecer depois da morte dele.
Consta-se que em criança, na eminência de uma morte viu o que ele dizia ser um "lobo preto de olhos de fogo" e gritou por um anjo, contava o pai dele á minha avó que tinha presenciado tudo e que nesse momento viu um cavalo branco, que ao andar na rua não fazia barulho com os cascos e que ao passar por ele, quem o montava parou e olhou na direcção, dizendo qualquer coisa que o pai dele (meu tris-avô, portanto) diz nunca ter compreendido o que era.
conta a minha mãe que ele "carregou" o espírito do pai durante 40 anos, por nunca lhe ter revelado o que ouvira.
Conta o marido da minha tia-avó (um holandês muito frio e inexpressivo) que ao fim de exactamente 1 mês de o conhecer como genro, durante uma refeição parou e dirigiu-se a ele falando num tom pausado e discursando num holandês correctissimo, se apresentou como sendo mãe dele, avisando-o acerca da morte do pai. Coisa que eventualmente acabou por acontecer, sendo que o mais estranho foi ter acontecido no dia e da forma por ele (ela) indicado.
Todas estas coisas e muitas outras que não irei aqui dizer, só me foram ditas depois da morte dele e muitas delas nunca me foram explicitamente confessas.
Com medo que fosse alguma maldição rogada aos homens da minha família, acabei sobre outros pretextos pedir para herdar muitos dos livros dele, sendo que curiosamente descobri que era essa a vontade dele expressa em testamento.
Testou-me também a posse de um livro traduzido para o português chamado o evangelho de jesus cristo e um manuscrito em latim chamado o evangelho do diabo, não é este o nome mas também não quero aprofundar muito sobre o assunto, pois para quem sabe da existência das obras saberá do que falo.
A condição para a posse do livro é não queimá-lo e fala no testamento que não deverei também queimar o livro de são cipriano.

O macábro é que o testamento dele foi feito em 1965 e foi fechado sem ter sido alguma vez alterado, portanto seria impossivel que ele tivesse conhecimento na altura, que eu iria ter aquele manuscrito do livro (sim porque identifica bem em termos visuais, ao ponto de dizer o número de páginas e reproduzir um desenho da capa de trás)

Se calhar fiz mal. mas acabei por deitar o livro para o lixo.
Não o queimei, porque nem sequer pensei nisso.
E actualmente, que já passaram alguns anos sobre te-lo deitado fora, tenho suspeitas que na realidade aquele livro sempre tenha pertencido á minha família e que em certa altura terá sido emprestado á família dessa minha vizinha e por motivos que desconheço, tenha arranjado maneira de voltar ás nossas mãos.
Já dizia o ditado, que me dera voltar a ser criança e a saber o que sei hoje.
Desde essa altura que não tenho sonhos e que sou mais noctívago e sempre que sonho com algúem rápidamente acaba por morrer.

Se soubesse o que sei nunca teria lido o livro, pelo menos sem ter estudado o suficientemente para saber o que sei hoje e poder ler e respeitar.
Sinto que profanei, porque com o meu amigo, quando o lemos ele brincou e gozou com o que lá estáva escrito. E eu ri-me.
Nunca devia tê-lo aceite, nunca devia ter-me rido, nunca devia ter-me livrado dele.
No entanto, o mais estranho é que esse periodo mais conturbado acabou, quando certa noite á porta de uma igreja que não vou dizer o nome, ao passar ao pé me vomitei todo e ao afastar-me rezei por todos os que tinham mexido com o lívro. Pelos que praticaram o bem e pelos que praticaram o mal com ele, rezei até não conseguir mais e ser de dia.

Penso ter-me redimido e ter feito as minhas pazes com o universo.
Se formos crentes Ele virá ao nosso encontro. Pois foi Deus quem criou o bem e o mal e se acreditarmos em Deus teremos a salvação eterna.

Não voltei a ter sonhos.
Não voltei a ver demónios.
Não voltei a prever mortes.

Simplesmente porque aceitei, me redimi e respeitei.

Acreditem no que quiserem. gozem. larguem umas risadas com o que escrevi aqui.
Somente digo, muito respeito e muito cuidado com o que não se compreende.
porque elas as há.
Todos os outros livros estão comigo e sinto um pesar enorme e uma culpa terrivel por me ter desfeito do livro de são cipriano.

Cumprimentos a todos e peço desculpa por me ter alongado (é um dos efeitos de me ter deixado de confessar)

muahahahaha

Twisted Evil ALIAS Twisted Evil

@Alias, muitos parabéns, este é dos posts mais interessantes que já por aqui li. Especialmente estas palavras, simples, mas muito sábias: "Somente digo, muito respeito e muito cuidado com o que não se compreende.
porque elas as há."

_________________
Queres ganhar dinheiro na net? Vê aqui como: http://portugalparanormal.logu2.com/outros-assuntos-f3/ganhar-dinheiro-na-net-t91.htm
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://portugalparanormal.logu2.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Livro de São Cipriano   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Livro de São Cipriano
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Livro para Olimpíadas de matemática
» Receba gratuitamente o livro Tempo de Esperança
» Um livro de 200 páginas
» Qual o melhor livro de Mátematica do Fundamenta?
» Livro: Flavio Josefo – História dos Hebreus

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Sobrenatural :: Livro de São Cipriano-
Ir para: